A Virgem Maria Conforme a Bíblia


Falaremos sobre a virgem Maria, mas com base única e exclusivamente na Bíblia e não em religiões que formam pensamentos extras bíblicos a respeito dessa santa serva de Deus.

O Profeta Isaias profetizou que o Salvador nasceria de uma virgem, (Isaías 7:14) “Portanto, o mesmo Senhor vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel”.

Maria foi escolhida entre as milhares de jovens de Israel não só por ser uma virgem, mas porque era uma serva fiel aos ensinos de Deus, uma jovem santa de Deus. Ela era desposada com um varão chamado José, porém ainda não tinham se ajuntado, (Mateus 1: 18 a 20) “Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. Então, José, seu marido, como era justo e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente. E, projetando ele isso, eis que, em sonho, lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo”.

Após essa visão José recebeu Maria como mulher, porém não viveu maritalmente até o nascimento de Jesus, (Mateus 1:24e 25) “E José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher, e não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe o nome de JESUS”.

O evangelho de Lucas confirma o anúncio do nascimento de Jesus, (Lucas 2:10 e 11) “E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor”.

Nasceu assim o Unigênito de Deus (1 João 4:9) “Nisto se manifestou a caridade de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos”. Sendo Ele Jesus, como diz a Bíblia o primogênito de Maria em (Lucas 2:7) “E deu à luz o seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”. Unigênito de Deus e o primogênito de Maria. Quando se diz: Unigênito sabe-se que é único e quando se diz primogênito sabe-se que há outros, porque senão diria unigênito e não primogênito.

A Bíblia quando diz que José não a conheceu até o nascimento de Jesus nos faz entender bem claro que posteriormente eles viveram como marido e mulher como qualquer casal e tiveram filhos e isso é confirmado pela própria Bíblia. O apostolo diz em (1 Coríntios 9:5) “Não temos nós direito de levar conosco uma mulher irmã, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas”? Isso é confirmado e nas citações abaixo, em (Gálatas 1:19) “E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor”. Em (Lucas 8:19 e 20) “E foram ter com ele sua mãe e seus irmãos e não podiam aproximar-se dele, por causa da multidão. E foi-lhe dito: Estão lá fora tua mãe e teus irmãos, que querem ver-te”. E ainda em (Mateus 13:55) “Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, e José, e Simão, e Judas”? Dizer que se tratava dos discípulos é simplesmente distorcer a Palavra porque os discípulos de Jesus estavam juntos de Jesus. Ainda encontramos Maria com seus filhos na oração no cenáculo juntamente com os apóstolos (Atos 1:14) “Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria, mãe de Jesus, e com seus irmãos”.

Resumo: Maria era uma virgem santa que Deus escolhera para trazer Seu filho ao mundo para salvar os pecadores ninguém pode negar as qualidades dessa fiel serva de Deus. Era virgem pura e permaneceu virgem após o parto de Jesus.

Ela, após o nascimento de Jesus foi esposa de José normalmente e teve outros filhos conforme as citações bíblicas acima.

Ela não é intercessora nossa porque só Jesus é intercessor entre o homem e Deus, (Romanos 8:34) “Quem os condenará? Pois é Cristo quem morreu ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós”. Diz em (Atos 4:12) “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. Aqui fica claro que só Jesus é nosso intercessor.
Em Jerusalém há uma Igreja que creio eu, seja ortodoxa em cujo interior existe um túmulo atribuído a Maria, na parte superior do túmulo há uma estampa como se ela estivesse sendo velada. Aproveitei a oportunidade e tirei uma foto.

Maria dá-nos exemplo o qual devemos seguir; foi fiel, santa e obedecia aos ensinos de Deus. Ela foi agraciada e bendita entre as mulheres pela sua fidelidade e submissão ao Criador. Ela não teve nenhum privilégio acima dos demais fiéis, o que ela teve foi fidelidade, sinceridade e obediência ao Senhor.

Maria sempre atribuiu às virtudes que possuía a Deus e nunca a si mesmo. Em uma festa de casamento faltou o vinho e ela disse aos criados que atendesse as ordens de Jesus; (João 2:5) “Sua mãe disse aos empregados: Fazei tudo quanto ele vos disser”.

Quanto a José seu marido, poucas referências tem na Bíblia, diz que era da descendência de Davi, que era carpinteiro e simplesmente desaparece na história. Existe uma história extra bíblica onde diz que ele era velho quando se casou com Maria, isso é mera especulação, não tem amparo bíblico.

Aprenda com essa santa mulher de Deus.

Creia em Cristo e leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta

<<<VOLTAR