Abraão Segundo a Bíblia

Nesta matéria falaremos um pouco sobre a vida de Abraão, que anteriormente chamava-se Abrão. Seu nome foi mudado de Abrão para Abraão pelo Altíssimo e soberano Deus. (Gênesis 17:5) “E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai da multidão de nações te tenho posto”.

Abraão nasceu eu Ur dos Caldeus, era filho de Tera e neto de Naor. A esposa de Abraão chamava-se Sarai, nome também mudado por Deus para Sara. (Gênesis 17:15 e 16) “Disse Deus mais a Abraão: a Sarai, tua mulher, não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome. Porque eu a hei de abençoar e te hei de dar a ti dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela”.

Tera, pai de Abraão tomando sua família saiu de Ur dos Caldeus indo habitar em Harã, (Gênesis 11:31) “E tomou Tera a Abrão, seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai, sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã e habitaram ali”. Tera falecera em Harã e após sua morte Deus ordenou a Abraão que saísse de sua terra, do meio da sua parentela e da casa de seu pai para uma terra que Ele lhe mostraria, (Gênesis 12:1) “Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei”. E prometeu-lhe Deus que dele faria uma grande nação (Gênesis 12:2) “E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção”. Aos setenta e cinco anos de idade Abraão atendeu a ordem de Deus, porém, levou consigo a Ló seu sobrinho, sendo que a ordem de Deus era para ele sair do meio de sua parentela.

Abraão foi se estabelecer em Siquem onde edificou um altar a Deus e Deus confirmou a promessa feita anteriormente, (Gênesis 12:6 e 7) “E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam, então, os cananeus na terra. E apareceu o SENHOR a Abrão e disse: À tua semente darei esta terra. E edificou ali um altar ao SENHOR, que lhe aparecera”. Abraão começou a percorrer a terra e sempre edificando altar e invocando ao Senhor, (Gênesis 12:8 e 9) “E moveu-se dali para a montanha à banda do oriente de Betel e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao SENHOR e invocou o nome do SENHOR. Depois, caminhou Abrão dali, seguindo ainda para a banda do Sul”.

Abraão, com o passar dos dias começou a enfrentar situações difíceis resolveu descer ao Egito, (O perigo está aí, descer ao Egito simboliza, descer ao mundo). Ali no Egito Abraão cometeu um erro sério; ocultou que Sara era sua esposa, (Gênesis 12:13) “Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti”. Com isso ele estava expondo sua esposa em situações difíceis, mas Deus interveio livrando-a do perigo.

Abraão enfrenta outro problema; os pastores de Ló contendem com seus pastores e ambos tiveram que se separarem, Abraão confiava em Deus e assim sendo mandou que Ló escolhesse a direção que desejasse, Ló escolheu pela aparência, (Gênesis 13:10) “E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar”.

Após se apartarem Deus confirma novamente a promessa feita a Abraão, (Gênesis13:15)  “Porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre”. Então Abraão habitou tranquilamente próximo a Hebrom, (Gênesis13:18) “E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR”.

Deus havia prometido que daria aquela terra à descendência de Abraão, porém, Abraão não tinha filhos, Sara sua esposa era estéril provavelmente duvidando da promessa de Deus, que daria dela daria um filho a Abraão, não vigiando e querendo ajudar a Deus, deu sua serva egípcia chamada Agar para Abraão como mulher para que de Abraão ela gerasse filhos   porque esses, conforme os costumes daquela época seriam considerados como filhos de sua  senhora, (Sara) (Gênesis 16:2) “E disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de gerar; entra, pois, à minha serva; porventura, terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai”. E Agar gerou de Abraão, a Ismael passando Agar a desprezar sua senhora trazendo com isso tormentos na vida de Abraão que teve de mandar Agar e Ismael irem embora, com certeza isso fez Abraão com grande tristeza. No deserto Deus prometeu para Agar que de Ismael, (Gênesis 21:17 e 18) “E ouviu Deus a voz do menino, e bradou o Anjo de Deus a Agar desde os céus e disse-lhe: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do rapaz desde o lugar onde está. Ergue-te, levanta o moço e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação”. (Dele descende os árabes).

Deus aparece a Abraão e novamente promete que de Sara lhe daria um filho, (Gênesis 18:10 a 12) “E disse: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara, tua mulher, terá um filho. E ouviu-o Sara à porta da tenda, que estava atrás dele. E eram Abraão e Sara já velhos e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres. Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho”? Deus cumpriu essa promessa, nasceu Isaque (Gênesis 21:2) “E concebeu Sara e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha dito”.

Deus anuncia para Abraão que iria destruir Sodoma e Gomorra, Abraão intercede por Sodoma e Gomorra, mas não encontrou nelas nem dez justos, (Gênesis 18:32) “Disse mais: Ora, não se ire o Senhor que ainda só mais esta vez falo: se, porventura, se acharem ali dez? E disse: Não a destruirei, por amor dos dez”. Não foi encontrado nem dez justos, vieram os anjos de Deus e retiraram o justo Ló e sua família, Ló era justo e não concordava com as abominações daquele povo, (2 Pedro 2:7) E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis.

E Deus que havia prometido para Abraão que em Isaque seria abençoada sua descendência, agora vem a Abraão e pedi que oferecesse Isaque em sacrifício no monte Moriá. Como Abraão poderia entender isso? Mas ele creu em Deus, não duvidou da promessa e partiu para Moriá para realizar o sacrifício. Quando ia iniciar o sacrifício foi impedido pó Deus, porque Deus não aceita sacrifício de humanos, o único sacrificio que foi e é aceito por Deus para salvar o pecador é o de Cristo.

Alguns tempos depois Sara morre em Hebrom, (Gênesis 23:2) “E morreu Sara em Quiriate-Arba, que é Hebrom, na terra de Canaã; e veio Abraão lamentar a Sara e chorar por ela”.

Abraão casa-se com Quetura também chamada de Cetura e esta gera-lhe seis filhos, (Gênesis 25:1 e 2) “Abraão tomou outra mulher; o seu nome era Quetura. E gerou-lhe Zinrã, e Jocsã, e Medã, e Midiã, e Isbaque, e Suá”.

Abraão morre em boa velhice e Isaque e Ismael o sepultou em Macpela em Hebrom, (Gêneseis 25:8 e 9) “E Abraão expirou e morreu em boa velhice, velho e farto de dias; e foi congregado ao seu povo. E sepultaram-no Isaque e Ismael, seus filhos, na cova de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar, heteu, que estava em frente de Manre”.

Os filhos de Cetura sempre foram inimigos dos descendentes de Isaque.

Abraão foi fiel a Deus, embora tenha tido alguns erros, o que prova que perfeito é só Deus, todavia foi chamado o amigo de Deus, (Tiago 2:23) (...) “E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus”.

Da descendência de Abraão por Isaque surgiram os judeus e por Ismael  parte dos árabes, povos que até hoje vivem em guerras.

Deus tem promessas para todos, basta crer em Jesus para ter salvação e paz.
Temos muito que aprender com esse homem que até hoje é tido como pai na fé pelos judeus, árabes e cristãos.

Creia em Deus e leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta

<<<VOLTAR