Um Diálogo

A Bíblia relata que não havia comunicação entre os judeus e samaritanos, porque os samaritanos era uma mistura de raças que habitavam em Samaria, uma região da terra de Israel, por isso se diziam samaritanos.

Certa feita, Jesus seguia para Jerusalém passando pelas terras dos samaritanos parou junto ao poço de Jacó para descansar, ordenou aos seus discípulos que entrassem na cidade para comprar algo para comerem. Assim que eles saíram chegou uma mulher samaritana que vinha em busca de água. Jesus iniciou com ela o seguinte diálogo: Dizendo lhe “dá-me de beber”.  “Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos)”? (João 4:9) Então “Jesus respondeu e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva”. (João 4:10). Continuando o diálogo e a mulher não entendendo o que Ele dizia disse-lhe tu não tens com que tira água do poço, (João 4:11) “Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva”?, “Jesus respondeu e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”. (João 4:13 e 14) Despertando interesse naquela mulher em diminuir seus afazeres, ela lhe rogou dizendo:  “Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede e não venha aqui tirá-la”. (João 4:15).

Nessa altura do diálogo Disse-lhe Jesus: “Vai, chama o teu marido e vem cá”. (João 4:16). Como ela estava com vida irregular não teve alternativa a não ser confessar: “A mulher respondeu e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido, porque tiveste cinco maridos e o que agora tens não é teu marido; isso disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. (João 4:17 a 20). Esse diálogo passou para o sentido espiritual  e esse era o objetivo de Jesus, pois sua missão na terra foi trazer reconciliação do pecador com Deus através de Sua Palavra.

Continuemos com o diálogo entre ambos; “Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo”. (João 4:21 a 26).

 Nesse momento chegaram seus discípulos com comida, mas Jesus disse-lhes que tinha outra comida para comer que eles não sabiam, a mulher foi para a cidade e anunciou a presença de Jesus e muitos samaritanos creram em Cristo pelo testemunho daquela mulher e muito mais creram pela Palavra do próprio Jesus entrando assim a palavra de Deus em Samaria. Com esse diálogo entendemos que Deus não faz acepção de pessoas, quer que todos venham arrepender-se de seus pecados para salvação da alma, tanto dos judeus como samaritanos e gentios em geral Ele próprio começou essa obra pregando em Samaria. Examine o que Jesus disse pouco antes de subir aos céus, (Atos 1:8) “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”. Continue essa obra anunciando o Evangelho de Cristo.

Creia em Jesus e leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta

<<<VOLTAR