Poder, Prata e Ouro - Atos 3:1 a 8

No capitulo acima está escrito: “E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração. Era trazido um varão que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. O qual vendo Pedro e a João, que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. Pedro, e João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. E tomando pela mão direita, o levantou, e logo seus pés e artelhos se firmaram. E, saltando ele pôs-se em pé, e andou e entrou com eles no templo, andando e saltando e louvando a Deus,” Prestemos um pouco de atenção: “Não tenho prata e nem ouro, mas o que tenho isso te dou” (Não temos prata nem ouro, mas temos poder de Deus) e o milagre aconteceu.
Hoje vemos muitos milagreiros espalhados por todos os cantos, mas quando vamos examinar seus trabalhos só notamos emoções provocadas por belos discursos, nada de concreto, vemos sim, pessoas emocionadas dizendo; fui curada, fui curado, mas a realidade é outra, a alegria dura pouco e as pessoas continuam com os mesmos problemas. O que será isso? Serão ilusões religiosas? Deus não opera mais? Opera sim! Deus é o mesmo, ontem hoje e eternamente. Para saber o motivo porque Deus não opera tanto como antes examinemos o que diz em (Apocalipse 3:17) “Como dizes: Rico sou e estou enriquecido, de nada tenho falta;e não sabes que és um desgraçado, miserável, pobre,cego e nu”. Hoje como dissemos, há muito barulho e pouca realidade o versículo acima explica o motivo, muitas grandezas e pouco poder.
Entendemos facilmente, Pedro e João não eram ricos, não tinham prata e nem ouro, mas tinham neles o poder de Deus, hoje há muitas grandezas, muita prata, muito ouro, mas não há poder, há somente aparência de poder e pregadores procurando emocionar o povo que muitas vezes entram em delírio emocional o que passando, nada houve de concreto. Sejamos sinceros; quem já viu um cego de nascença ser curado ou um paralítico andar e entrar no templo saltando e glorificando a Deus e permanecer curado pra sempre, porque curas momentâneas emocionais é questão de momentos e nada mais.
Deus mudou? Não cura mais? Deus não mudou, e ainda cura sim, porém as grandezas, a prata, ouro e as riquezas de hoje impedem a operação de curas verdadeiras.
Se nos colocássemos no nível de Pedro e João, iríamos ver milagres iguais o da porta Formosa e outros, porque em Deus não há mudança. Ele é o mesmo!
Cuidado com os milagreiros e com os milagres ilusórios!
Creia em Deus, leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta